O Deus Lugh Observa a Batalha de Kinsale

Este poema de Thomas Kinsella (que também fez uma das melhores traduções do Táin Bó Cúailnge) é curto, austero, mas essa simplicidade enganadora esconde material para discussões de horas sobre a teologia pagã…

 

O DEUS LUGH OBSERVA A BATALHA DE KINSALE

Não tive parte alguma nestes excessos,

Mas sei que de algum modo estive envolvido em suas cabeças.

Graças ao Homem por Sua verdadeira carne.

Ela Me dá substância ocasional.

 

(escrito por Thomas Kinsella, traduzido por Ricardo Silva (Endovelicon) em 18 de Maio de 2016; proibida a reprodução para fins comerciais)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: